Secretaria de Saúde de Canela deu início a Campanha de Vacinação 2017

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza iniciou nesta segunda-feira (17), com engajamento da Secretaria de Saúde de Canela que está oferecendo imunização para pessoas que integram o grupo de risco, em todas as unidades de saúde do município. Conforme o secretário de Saúde de Canela, Jean Spall, a meta é atingir 90% do público que integra o grupo de risco, totalizando cerca de 7.290 pessoas imunizadas. “Pedimos que a população procure as unidades de saúde nos próximos dias e não deixe para receber a vacina apenas no final da campanha, evitando filas e sobrecarga nos serviços”, destaca Jean Spall. 
A Campanha de Vacinação em Canela segue até o dia 24 de maio, sendo que o Dia D está marcado para 13 de maio quando uma Unidade Móvel de Saúde estará na Praça João Corrêa, no Centro, oferecendo vacinas para a comunidade local e os visitantes. É possível receber a imunização nos seguintes locais: Unidade de Saúde Central, Centro Materno Infantil e nas Unidades de Saúde dos bairros Canelinha, São Luiz, Leodoro de Azevedo e Santa Marta. A enfermeira Magali Cavinato, da equipe de Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Canela, lembra que a vacina deve ser feita o mais breve possível, já que para alcançar a eficácia necessária leva em torno de 15 à 20 dias após a aplicação.
Na tarde desta segunda-feira, a aposentada Carmem Pinheiro, 70 anos, acompanhada pela sua filha Alice, 27 anos, esteve na Unidade Central onde recebeu a vacina. “É rapidinho e não doeu nada, ela tem uma mão de luva”, comentou Carmem, elogiando o trabalho da técnica em enfermagem Carina Spohr. Mais informações diretamente nas Unidades de Saúde ou na Vigilância Epidemiológica, através do telefone 3282-1331.

GRUPO DE RISCO
- Pessoas com 60 anos ou mais;
- Gestantes;
- Crianças de seis meses a cinco anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias);
- Puérperas até 45 dias após parto;
- Pessoas portadoras de doenças crônicas;
- Pessoas privadas de liberdade;
- Funcionários do sistema prisional;
- Profissionais da área da saúde;
- Povos indígenas;
- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas.

Foto: Rafael Zimmermann